Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Ursos polares

Ursos polares

 

Nome científico: Ursus maritimus

outros nomes: Urso branco

 
Distribuição
Os ursos polares habitam as regiões do circulo polar ártico e territórios envolventes, nomeadamente Canadá, Alasca, Sibéria, Gronelândia e ilhas próximas, como Svalbard (Noruega) e Wrangel (Rússia).
Com o degelo das calotes polares, muitos ursos têm sido encontrado afogados longe dos seus territórios naturais, vítimas do deslocamento de imensas massas de gelo que se separam com os animais em cima e que acabam por derreter, deixando os ursos muito longe de algum local firme e levando a que, apesar de serem excelentes nadadores, acabem por morrer.

Alimentação
A base da dieta dos ursos polares são as focas, independentemente da espécie, já que fornecem muito alimento e muita gordura, extremamente necessária para estes animais. No entanto, qualquer outro animal que se cruze com um urso polar pode ser uma refeição, sejam aves ou os seus ovos, mamíferos terrestres locais, peixes ou carcaças de baleia que ocasionalmente encontre enquanto vagueia.

Estado de conservação
Esta espécie está classificada pela IUCN como vulnerável, o que se deve a vários factores: a caça, que devastou grande parte dos animais desta espécie, a baixa taxa de natalidade registada na espécie e, finalmente, o aquecimento global, que pode acabar o serviço que os homens começaram. Estima-se que antes do ano 2100 possa já não haver ursos polares a viver em liberdade.

Gestação e maturidade sexual
As fêmeas dos ursos polares atingem a maturidade sexual após completarem os 4 anos, o que só acontece com os machos entre os 5 e os 6 anos.
A gestação deste animais dura em média 230 dias, podendo variar entre 195 e 265 dias, findos os quais podem nascer entre uma e quatro crias, mas normalmente duas.
As crias vivem acompanhadas das mães até cerca dos 24 meses, altura em que se tornam independentes. Em média, durante a sua vida uma mãe ursa desta espécie pode gerar crias 5 vezes.

Tamanho
Os ursos polares são o maior carnívoro terrestre da actualidade. Os machos podem atingir os 2,5 metros e pesar 800 quilos, enquanto que as fêmeas rondam os 1,8 metros e pesam cerca de 500 quilos.

Longevidade
Os ursos polares a viver em liberdade têm uma esperança de vida média de 30 anos, em cativeiro um pouco mais. Há registo de um urso polar que passou os 40 anos em cativeiro, mas é o recorde conhecido.


 

Aquecimentos global

Com o aquecimento global os ursos polares têm dificuldades em viver com uma boa qualidade de vida. Mas não são só os ursos polares que têm dificuldades por causa do aquecimento global, muitos outros animais têm.

publicado por animalover às 18:03

link do post | comentar | adicionar-me aos favoritos

*Perfil

*pesquise o que quiser

 

*Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

*posts fresquinhos

* Anedota animal - o elefan...

* Zoo recria em lego animai...

* Animais de estimação

* Animais de estimação de F...

* Okapi - Um estranho anima...

* Envie a foto do seu anima...

* Jovem acusado de matar 19...

* Gato desaparecido é encon...

* Exposições caninas intern...

* Piton mata criança

* Anedota animal

* Cão de Obama

* Caçadores furtivos matam ...

* Joaninhas invasoras na Gr...

* O que fazer com os animai...

*arquivos

* Abril 2010

* Janeiro 2010

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Setembro 2007

* Agosto 2007

*Translation

*Obrigada pela visita!

Hit Counters

*Horanimal

*visitantes online

online

*Envie a foto do seu animal

Para o email: softi_25@sapo.pt
blogs SAPO